Skip to content

Por que investir em backup de banco de dados?

Por que investir em backup de banco de dados?

      Feche os olhos e imagine por um instante o seguinte cenário: um estagiário em desenvolvimento de uma empresa de TI, chega no seu posto de trabalho e lhe é solicitado realizar uma modificação no cadastro de um cliente específico, dentre vinte mil registros, diretamente no banco de dados. Muito prestativo, o estagiário empolgado com a tarefa se dirige ao seu computador, efetua o login e faz a conexão com seu SGBD (Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados), porém, em um momento de descuido ao invés de atualizar o campo de um único registro, acaba atualizando o de todos. Uma situação crítica, não é mesmo? Qual é a primeira coisa que se pensa diante deste incidente? A resposta é “temos algum backup”?

      Durante toda a nossa vida consideramos de extrema importância registrar informações, inclusive, é através de registros que conseguimos tomar decisões com base em análises e estudos, e hoje em dia com o boom da informação isso ficou ainda mais evidente.

      A perda de informações importantes pode trazer sérios problemas a uma empresa, e a maneira que podemos evitar isto é através do bom e velho (desde que não seja tão velho) backup.

      De maneira bem resumida, o backup é uma cópia de segurança de um arquivo ou conjunto de dados, sendo interessante a sua salvaguarda em ambientes seguros e diferentes do local físico de onde a cópia foi feita, podendo ser realizado de maneira manual ou automaticamente através de rotinas agendadas, o que é mais comum.

      Temos hoje no mercado diversos tipos de SGBD (MySQL, SQL server, OracleDB, etc), cada um com diferentes formas para realização de backup dos dados (Mysqldump, expdp, RMAN…).

      Alguns tipos de backup são comumente utilizados em rotinas. De maneira mais abstrata, podemos citar: o Completo (Full), o Diferencial e o Incremental. Veja a seguir.

      Backup Completo – Basicamente como o nome já diz, se refere a um backup completo de um banco de dados específico. É um backup muito importante e costuma ser mais demorado dependendo do tamanho.

      Backup Diferencial – É um backup que guarda as informações contidas desde o último backup full seguindo uma sequência, portanto é imprescindível ter realizado o backup full antes de um diferencial. Pelo fato do backup diferencial ser o backup completo somado aos registros faltantes, seu tamanho pode ser extenso.

      Backup Incremental – Também utiliza como base o backup FULL, com a diferença de não somar os dados do FULL com o incremental para gerar um novo backup, e sim guardar apenas os registros que não foram salvaguardados até aquele momento. Por ser um backup mais leve é possível executá-lo mais vezes ao dia.

      Os dados da sua empresa estão seguros? Entre em contato com um de nossos especialistas e descubra! Clique aqui.


Wallace Mendes
Especialista em Banco de Dados na AMT


Leia outro artigo sobre o tema aqui: Backup – Você está protegido? 

Categorias

Tecnologia